A crise ainda assusta as montadoras

Publicado: 2 de dezembro de 2008 em Opinião

Desde o início da crise dos bancos dos Estados Unidos, os setores produtivos da economia mundial, inclusive o de veículos, acenderam a luz vermelha.
Em setembro, o discurso dos presidentes das principais montadoras ainda era um pouco otimista. No máximo, é hora de aguardar os rumos das bolsas de valores e a estabilização da economia.
O tempo passou e o medo já invadiu as pequenas, médias e, principalmente, as grandes empresas. As maiores montadoras dos Estados Unidos – Chrysler, Ford e, em especial, a General Motors – foram ao Congresso americano pedir a liberação de recursos – cerca de US$ 25 bilhões – para salvar da bancarrota e do processo de falência. Por enquanto, a ajuda ainda não é a que a indústria automotiva deseja e realmente precisa.
.
No Brasil, a antecipação das férias coletivas da Ford, GM e da Fiat serve basicamente para equilibrar o estoque da produção de carros. Sem clientes, é melhor segurar a produção, deixando os trabalhadores mais tempo em casa.
Porém, o mês de janeiro vai chegar. E o ano de 2009 é dos mais importantes para medir o verdadeiro grau da crise e o tamanho do buraco no bolso do consumidor-comum e, em conseqüência, da economia das empresas. Caso o consumidor não tenha poder de compra – ou não queira arrisca-se na aquisição de um veículo zero km, independente das condições de financiamento -, a situação vai ser bem pior do que imaginámos.
Aí, o risco de demissões na indústria automotiva deve aumentar, e a “gordura” será cortada na própria carne. É aguardar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s