Crise gera prejuízos

Publicado: 9 de fevereiro de 2009 em Carros

toyota_sede
.
A crise financeira revelou o que muitos analistas financeiros não sabiam, especialmente dos balanços das gigantes da indústria automotiva, nos Estados Unidos.
Depois do terremoto que abalou as estruturas da Ford, General Motoers e Chrysler, agora chegou a vez das montadoras asiáticas e da Europa anunciaram o que deve ocorrer ao longo dos próximos dois anos.
A japonesa Nissan, por exemplo, reviu os seus planos e metas e anunciou até o montante das perdas do período 2008/2009. O prejuízo será de pelo menos U$S 2,9 bilhões. Com isso, pretende demitir cerca de 20 mil funcionários.

A maior montadora do mundo, a Toyota, sofre por ser grande. Na mesma proporção dos lucros, o buraco da crise também é grande. A montadora nipônica tem previsões não tão boas. O prejuízo deve ser de US$ 4,95 bilhões, três vezes maior em relação ao valor estimado em dezembro do ano passado. A produção de veículos deve passar dos 8,87 milhões de unidades para 7,08 milhões de veículos.

Já a sueca Volvo, controlada pela americana Ford, teve até um lucro líquido de US$ 1,216 bilhão, em 2008. Porém, o retrocesso é de 33%, ao ser comparado com o período anterior.
Na prática, está todo mundo com a luz vermelha piscando e bem acesa. A cartilha das montadoras de veículos reza da seguinte forma; na dúvida e na crise, é melhor retrair.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s