Missão quase impossível: enfrentando o aguaceiro

Publicado: 14 de maio de 2009 em Serviços
Evite trechos alagados e somente passe com segurança

Evite trechos alagados e somente passe com segurança

Nos períodos de chuva, aumentam as preocupações dos motoristas. Dirigir debaixo de chuva forte requer atenção e cuidados extras. Os desafios são muitos: a visibilidade diminui, dificultando enxergar outros carros e, principalmente, os muitos buracos nas ruas. Mas a maior preocupação é ter que enfrentar trechos com alagamento. Na hora de passar por esses locais, é preciso calma e saber como conduzir o carro.

Nem pense em acelerar. Esta é a pior maneira para transpor áreas com o nível de água elevado. Em dias de chuva intensa, redobre as atenções ao volante e, na dúvida, estacione o veículo e aguarde uma trégua de São Pedro. Caso seja necessário seguir, tome cuidado e avalia se vale a pena ou não enfrentar trechos de ruas alagadas.

O que muitos motoristas não lembram é que a água pode se transformar em um “inimigo invisível”, escondendo buracos e situações de risco, como a passada, há poucos dias, pelo dono de um Ford Fusion na região da Av. Paralela, que ficou totalmente alagada, deixando o veículo submerso até o teto. Para evitar prejuízos maiores e danos irreparáveis ao automóvel, lembre-se de que há limites e maneiras para transpor locais com trechos alagados.

SEM PRESSÃO– Se chove forte e você está atrasado para um compromisso profissional ou uma prova da faculdade, não adianta ter pressa. Inicialmente, lembre-se de que a água diminui a aderência dos pneus com o asfalto. A mistura da água com o óleo, poeira e fuligem deixa a pista mais escorregadia. Por isso, diminua a velocidade e ligue os faróis e o limpador do para-brisa do veículo.

Se for passar por um trecho mais alagado, procure avaliar a quantidade de água acumulada na rua. Verifique se o nível da água ultrapassou a metade dos pneus do carro que está à frente. Se isso ocorreu, o melhor mesmo é não passar pelo local. A maioria dos condutores esquece que alguns componentes e peças dos sistemas do automóvel podem sofrer sérios danos ao
entrar em contato com água, podendo provocar a interrupção do funcionamento do veículo justamente no meio da travessia de áreas alagadas.

Faça a sua travessia com segurança. Deixe o carro à frente fazer a passagem e somente aí siga para transpor o trecho. Outra dica é nunca passar ao lado de ônibus e de veículos maiores. Eles podem provocar onda, elevando ainda mais o nível da água e atingindo o motor do carro. Nesse caso, não só a parte mecânica é atingida. Geralmente, os componentes elétricos também sofrem avarias, causando interrupção do funcionamento do motor e de sistemas como faróis, lanternas e limpador do para-brisa, por exemplo.

De preferência, passe pela área alagada em primeira ou segunda marcha. Não troque de marcha no meio do alagamento e mantenha o motor em aceleração constante. Isso evita que a água possa entrar pelo sistema de escapamento, atingindo a parte interna do motor.

CALÇO – O maior risco é que ocorra o chamado calço hidráulico. Por isso, a troca de marcha no meio do trecho alagado não é aconselhada. Ao desacelerar o carro para trocar a marcha, a água pode entrar pelo escapamento, atingindo as câmaras de combustão. O calço hidráulico ocorre porque o pistão, em vez da mistura ar/combustível, comprime a água dentro da câmara. Isso ocasiona empeno das válvulas e bielas e consequente travamento do motor.

O calço hidráulico pode provocar ainda o rompimento da correia dentada, quebra dos pistões e até do bloco do motor, por causa da pressão da água.

Nas oficinas especializadas, o serviço de verificação das condições do motor custa, em média, R$ 400, já que o mecânico terá que abrir o bloco do motor para saber se houve realmente o calço hidráulico. Em casos extremos, será necessária a substituição do motor, que, a depender do modelo, pode custar entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.

Esta matéria foi publicada no caderno Motor do Jornal A Tarde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s