Nem tudo está perdido

Publicado: 16 de dezembro de 2009 em Automotivo, Opinião

A Conferência do Clima de Copenhague (Dinamarca), que será encerrada nesta sexta (18), pode ser um marco para estancar de vez o aumento das emissões de poluentes no planeta. Se nada ocorrer, o clima pode ganhar mais dois graus célsius nos termômetros nos próximos 10 anos. E parte da culpa do aquecimento global é da indústria automotiva.

Levantamento feito pelo Met Office, o serviço de meteorologia da Grã Bretanha, divulgado pela mídia mundial, aponta que é necessário dar um basta nas emissões de poluentes dos veículos pelos quatro cantos do mundo.

Se antes ninguém não estava nem aí, hoje há uma preocupação maior em relação aos índices de gases, como o CO2, emitidos pelos motores dos veículos. Já é hora das pessoas que compram carro perguntarem ao vendedor qual é o índice de poluição do seu futuro veículo?

Em alguns países como o Japão, por exemplo, os veículos híbridos, elétricos e com motores mais verdes já são uma realidade, a ponto de o governo oferecer incentivos fiscais e de redução de impostos para o desenvolvimento de produtos menos poluentes. No Brasil, temos os carros com motores flex e projetos do biodiesel e do etanol.

É bem verdade que a legislação ambiental brasileira é dura. Porém, ainda há metas a serem cumpridas. Somente em 2013, os carros movidos a diesel devem sair de fábrica com motores que poluam 33% menos o meio ambiente. Os carros de passeio movidos a gasolina e álcool terão o prazo maior – janeiro de 2014. Atualmente, a inspeção veicular se resume a poucos veículos e dois estados (São Paulo e Rio de Janeiro).

Poluidores

Recentemente, o Ministério do Meio Ambiente e o Ibama divulgaram o ranking 2009 dos veículos nacionais e alguns importados vendidos no País que mais poluem a atmosfera no Brasil.

Dos 402 veículos analisados, quem recebeu cinco estrelas “verdes” foram: Fiat Idea, Stilo, Siena e Palio, Ford Ka, Citroën C3, Chevrolet Prisma, VW Fox e Space Fox. Na classificação do ranking 2009, os carros foram medidos com base nos níveis de emissões de gases poluentes – monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (NMHC) e óxidos de nitrogênio (NOX) – e dos gases relacionados ao efeito estufa, como o dióxido de carbono (CO2).

Na listinha dos agressores da natureza, constam o Mitsubishi Outlander, Pajero e L200 Triton; Citroën C4, Berlingo e Picasso; Peugeot 407 e as versões sedã e perua do Volkswagen Jetta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s