Arquivo de abril, 2010

Abraciclo elege nova diretoria

Publicado: 29 de abril de 2010 em Sem categoria
Tags:

O setor duas rodas está se recuperando da queda de vendas no Brasil. Em marco de 2010, o setor duas rodas registrou 163.333 unidades emplacadas, contra 120.830 em fevereiro. Um crescimento de 35,18%. No acumulado do ano foram comercializadas 405.687 motocicletas.

Para tentar garantir o retorno do crescimento na indústria de motocicletas, Jaime Matsui, da Yamaha, foi eleito presidente da entidade, que reúne os fabricantes nacionais de motocicletas.

A Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – realizou nesta quarta-feira, dia 28, as eleições para definir a diretoria que comandará a entidade pelo próximo biênio, de 2010 a 2012.

Jaime Teruo Matsui, da associada Yamaha, foi definido pela assembléia como o novo presidente. “A Abraciclo vem assumindo representatividade cada vez maior no cenário nacional, destacadamente como agente do segmento de transporte individual. Nossa gestão será no sentido de estimular esse fortalecimento de imagem da entidade, além de continuar representando, da melhor forma possível, os interesses do setor duas rodas”, afirma Matsui.

Confira a formação completa da nova diretoria:
Presidente:
Jaime Teruo Matsui (Yamaha)
1º Diretor Vice-Presidente:
Roberto Yoshio Akiyama (Honda)
Suplente: Roberto Moreno (Honda)
Diretores Vice-Presidentes:
Hilario Kobaiashi (Yamaha)
Suplente: Lucio Nobuiuki Tiba (Yamaha)
Creso Franco (Dafra)
Suplente: Oduvaldo Cardoso (Dafra)
Claudio Rosa Junior (Kasinski)
Suplente: Rogerio Scialo (Kasinski)
Eduardo Musa (Caloi)
Suplente: Alcides Mello Junior (Caloi)
Representante Abraciclo em Manaus:
Mario Sussumo Okubo (Honda)
Suplente: Genoir Pierosan (Yamaha)
Coselho Consultivo:
Toshio Shimazu
Paulo Shuiti Takeuchi
Conselho Fiscal:
Ariovaldo Luiz (Honda)
Suplente: Messias Gonçalves de Faria (Honda)
Anderson de Almeida Chaves (Yamaha)
Suplente: Eduardo Lisboa (Yamaha)
Diretor Executivo:
Moacyr Alberto Paes

A semana vai ser bem agitada no setor automotivo no Brasil. Hoje, a Peugeot faz o lançamento da nova picape leve Hoggar, que chega para enfrentar as já tradicionais Strada, Saveiro, Courier e a Montana. Em 2009, foram vendidas 162.641 unidades. Por isso, o lançamento da Hoggar é um dos mais esperados. Por aqui, quatro picapes leves são comercializadas hoje no Brasil.

Até o fim do ano, a Chevrolet deve lançar a picape derivada do Agile e, por conta disso, pode até deixar de produzir a Montana no País.

Na quarta-feira, a Audi mostra mais uma novidade: o A5 Sportback com motor motor 2.0 TFSI de 214 cv de cavalos. A apresentação acontecerá nos dias 28/29 e 30 de abril, em Indaiatuba no Clube de Pólo do São José durante a “Copa Ouro” de Pólo.
No mesmo dia, a Volkswagen faz evento para divulgar a sua linha de veículos 2011.

Por fim, a semana se encerra com a posse da nova diretoria da Anfavea, com o presidente da Fiat do Brasil, Cledorvino Belini, à frente da entidade mais importante do setor automotivo brasileiro.

Para finalizar, reproduzo abaixo o comunicado à imprensa com os esclarecimentos aos proprietários do Toyota Corolla, nova geração, fabricado a partir de abril de 2008

A Toyota do Brasil acredita que o veículo Corolla Nova produzido no Brasil não apresenta qualquer risco ou defeito que possa vir a causar aceleração involuntária.

Entretanto, constatou que o mau posicionamento ou instalação incorreta do acessório genuíno, tapete do motorista, bem como o uso de tapete não genuíno incompatível com o projeto do veículo, pode afetar o retorno do pedal do acelerador.

A Toyota do Brasil lamenta profundamente o fato de que alguns incidentes possam tirar a tranqüilidade dos proprietários do Corolla Nova Geração e, com o objetivo de promover completo esclarecimento e orientação correta aos seus clientes quanto ao uso do tapete, tomou a iniciativa de, junto ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), realizar uma campanha de chamamento preventiva com seus clientes proprietários do veículo Corolla Nova Geração fabricado a partir de abril de 2008.

Essa campanha consiste em:
1) Prestar informação clara sobre a importância da correta forma de fixação do tapete e as
conseqüências que representa a inobservância desse procedimento;
2) Verificação completa do sistema de fixação do tapete no assoalho do veículo e eliminação
de eventuais não conformidades;

Nos próximos dias, a Toyota do Brasil informará diretamente cada um dos proprietários dos veículos Corolla Nova Geração fabricado a partir de abril de 2008, sobre os procedimentos a serem adotados, assim como fará ampla divulgação das ações que envolvem essa campanha.

A Toyota do Brasil reconhece o valor da participação ativa das entidades de Defesa do Consumidor neste processo e reforça o seu compromisso com a satisfação dos seus clientes.

Assessoria de Imprensa
Toyota do Brasil

Em resposta aos consumidores da marca e, em especial, do sedã Corolla, a Toyota enviou o seu pronunciamento sobre a Decisão Administrativa Cautelar do Ministério Público do Estado de Minas Gerais – PROCON/MG -de proibir a comecialização do veículo em Minas Gerais.

Leia na íntegra:

Com relação à decisão do Ministério Público de Minas Gerais de suspender as vendas do modelo Toyota Corolla naquele Estado, a Toyota esclarece:

1) A campanha de recall do pedal do acelerador anunciada pelas afiliadas da Toyota Motor Corporation não afeta os modelos vendidos no mercado brasileiro. Os componentes dos modelos usados nas regiões atingidas pelo recall são diferentes dos componentes usados nos veículos Toyota vendidos no Brasil.

2) A decisão do Ministério Público de Minas Gerais é baseada em alguns casos de aceleração involuntária reportados por clientes. Após análise desses casos, a Toyota identificou que o retorno do pedal do acelerador foi afetado pelo mau posicionamento ou instalação incorreta do tapete do motorista, assim como pelo uso de tapetes não genuínos, incompatíveis com o projeto do veículo.

3) A Toyota do Brasil reconhece e lamenta o registro destes casos com o modelo Corolla 2009, lançado em abril de 2008, e fundamentada em intensas avaliações assegura que:
A) Os veículos Corolla não apresentam qualquer defeito que possa vir a causar aceleração involuntária;
B) Os tapetes genuínos Toyota foram projetados para assegurar perfeita montagem no veículo e desde que instalados corretamente não apresentam possibilidade de interferir no movimento do pedal.
4) Neste sentido, a Toyota do Brasil respeita, mas não concorda com a decisão de suspender as vendas do Corolla no Estado de Minas Gerais e tomará as medidas necessárias que preservem seus direitos.

A Toyota mantém-se empenhada juntamente com as autoridades competentes no completo esclarecimento e orientação ao público consumidor.

Toyota do Brasil
Assessoria de Imprensa