De 500 Cabrio tudo fica mais interessante

Publicado: 11 de junho de 2013 em Sem categoria

Há carros que causam verdadeiros suspiros e olhares para lá de curiosos. Já testei modelos de vários segmentos, de populares aos carros premium. Mas, fiquei surpreendido com as reações das crianças, jovens e adultos nas ruas de Salvador. E isso tudo ocorreu com a versão Cabrio do 500, da Fiat.

Na semana passada, fiz mais uma pauta de fotos para a matéria de capa do Classiautos, caderno especializado que edito no Jornal A TARDE. Antes, conversando com a minha parceira de redação, a estagiária-repórter Giuliana Mancini, perguntei se ela topava vestir-se de anos 50 para entrar no clima retrô do Fiat 500 Cabrio. Ela sugeriu logo envolver duas outras amigas, as repórteres Mariana Paiva e Flora Rodriguez. Nem demorou para as duas, entusiasmadas, garantirem presença em uma das pautas mais animadas e divertidas das minhas andanças pelo mundo dos carros. 

Para registrar tudo, o olhar e a sensibilidade na câmera de Raul Spinassé. Daí, escrevi o texto abaixo para compor a pauta Nada como um 500 Cabrio, usando como cenário o casario do Santo Antônio, na região do Centro Histórico de Salvador.

Imagem

Conhecido na Itália pelo singelo nome de Cinquecento no fim dos anos 50, o charmosíssimo Fiat 500 ganhou ares modernos em 2007. A partir daí, uma nova história de glamour tem sido traçada em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Recentemente, o pequeno Cinquecento – modelo que chega ao Brasil direto do México – está com versões bem mais atraentes, como o 500 Gucci, em alusão à grife italiana, e o 500 Cabrio, um conversível de dimensões diminutas e que causa suspiros na mesma intensidade dos esportivos com motores de mais de 500 cavalos.

Se o Fiat 500 normal já é um carro para lá de charmoso, o Cinquecento Cabrio é um auto de doppio fascino – um verdadeiro veículo de charme redobrado. Classiautos andou por 15 dias pelas ruas de Salvador com o 500 Cabrio de carroceria na cor vermelha e de teto de lona na tonalidade vinho e traz, em primeira mão, uma avaliação completa deste pequeno grande carro.

Bonitinho

A Fiat oferece o 500 Cabrio por R$ 60.200 com motor 1.4 16V gasolina, de 105 cavalos e torque máximo 13,6 kgfm, auxiliado pelo câmbio automático sequencial de seis velocidades e tração dianteira. Mas agrada ainda mais com seu pacote completo para a versão Cabrio, jogando o valor para quase R$ 70 mil.

Neste caso, traz ar-condicionado automático digital, blue&me, bancos em couro em dois tons ou totalmente preto e multimídia com áudio Alpine.

O carrinho da Fiat oferece uma série de mimos que fazem a diferença, como vidros elétricos com sistema um toque para descida do lado do motorista, comandos no volante – o do rádio e o do CD player ficam localizados atrás -, caixas de som Bose, computador de bordo e porta-trecos no console e nas portas. É ofertado em quatro cores de carroceria (branca, vermelha, cinza ou preta) e vem com interior personalizado, com a opção de bancos em tecido ou em couro e tonalidades diferenciadas no painel de instrumentos.

Oferece ainda banco do motorista com regulagem de altura, faróis com regulagem dos fachos, freios ABS com distribuição eletrônica da força de frenagem, air bags duplo frontal e laterais e controles eletrônicos de tração e estabilidade. Tem rodas de liga leve de 15″ com pneus 185/55, faróis de neblina e frisos cromados nos para-choques.

O 500 Cabrio possui uma direção mais leve, a elétrica com dois programas, e a tecla Sport localizada no painel de instrumentos. Ao ligar, percebe-se uma leve mudança na direção, que fica dura e deixa as trocas de marchas mais alongadas. Assim, o 500 Cabrio respira modernidade com uma pegada interessante, mas bem longe de ganhar reações de um esportivo.

A capota de lona devolve ao 500 o seu perfil retrô. Basta acionar o sistema elétrico da capota de lona – nos anos 50, o sistema era manual e havia uma fivela de couro que tinha que ser liberada para deixar o carro totalmente sem capota. O teto conversível é aberto e fechado em três estágios e em velocidade de até 80 km/h. As cores preta ou vermelha da capota de lona podem combinar com as tonalidades vermelha (sólida), cinza (metálica), preta (metálica) ou branca (perolizada).

Por ser um carro pequeno e de carroceria de duas portas, espere espaço apenas para quatro ocupantes. Seu porta-malas de 185 litros é para pequenos objetos – disse, pequenos objetos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s