Arquivo da categoria ‘Mercado’

Mercados e perfis no Brasil

Publicado: 21 de março de 2011 em Automotivo, Mercado

De uns tempos para cá, sou partidário das ações e promoções que respeitam o consumidor pelo seu perfil. E quando menciono perfil não são apenas as questões relacionadas ao gosto entre um sedã e um hatch, por exemplo.

Em um país como o Brasil, não dá mais para tratar o consumidor das regiões Norte e Nordeste como se ele fosse paulista, carioca ou mineiro. Aqui, vendem-se mais modelos compactos, como o Mille, Celta e Gol. Porém, é cada vez maior a comercialização de picapes, utilitários e carros de luxo, especialmente os das marcas Audi, BMW, Mercedes-Benz, Land Rover, Volvo e Jaguar.

Segundo dados do Banco Central, a economia do Nordeste é promissora. Nos últimos quatro anos, São Paulo registrou 15% a mais na venda de carros novos. Por outro lado, o mercado brasileiro teve salto de 42%, de 2,33 milhões de unidades em 2007 para 3,3 milhões no ano passado. Neste período, Salvador e Recife cresceram mais de 50%. Em Teresina, o avanço das vendas foi de 74%. João Pessoa e Aracaju registraram 49% e 47% a mais, respectivamente.

Juntas, as seis capitais licenciaram quase 230 mil veículos em 2010. Basta analisar os números da Fenabrave para perceber que São Paulo comercializou 375 mil unidades, e que sua participação no bolo total caiu de 14% em 2007 para 11% no ano passado. Por isso, é que há uma corrida das marcas premium para o mercado nordestino. Empresários com fome pelos bons lucros já anunciaram seus planos de abrir revendas por aqui.

Hoje, o Brasil é a bola da vez para as empresas do setor automotivo. Junto com China, Rússia e Índia, estamos ditando as vendas de carros. Da mesma forma, os estados nordestinos e nortistas começam a ganhar um volume maior de vendas de carros e, especialmente, de motocicletas. Por isso, defendo ações regionais, como a de enviar mais modelos esportivos, descapotáveis e compactos nas cores vermelha e amarela para os estados das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

A monocromia, por sua vez, é outro mal da indústria automotiva, e não se pode dizer que o consumidor é quem escolhe um veículo prata, preto ou cinza. Pequisa feita pela Dupont aponta que oito em cada dez carros saem pintados das montadoras nas cores prata, preto, cinza e branco. A predomnância, no entanto, é mais uma imposição industrial do que mesmo o real gosto do consumidor. Não acredito que em um país tropical a preferência seja por cores mais sóbrias. Basta olhar no vestuário e nas tonalidades das casas.

No Norte e Nordeste do Brasil, o sonho do carro zero ainda está no imaginário de muitos. Com o poder aquisitivo em alta e investimentos de infraestrutura, o dinheiro circula mais pelas bandas de cá, e as facilidades do financiamento deixam o sonho do carro zero bem mais real na vida de nortistas e nordestinos.

Leia mais no site www.autosemotos.com

Anúncios

A história recente da Toyota mudou da água para o vinho. Antes os carros japoneses eram garantia de qualidade. De uns tempos para cá, a dúvida paira no ar por conta do maior recall realizado em veículos Toyota. Na semana passada, a Toyota anunciou a convocação dos proprietários do sedã Corolla produzidos entre março de 2008 e dezembro de 2010.

Desta vez, o recall inclui 144.500 proprietários do sedã Corolla nas versões XLi, GLi, XEi, SE-G e Altis. O novo chamamento é para a substituição do sistema de partida a frio. A filial brasileira da montadora convocou 107 mil unidades do Corolla em abril do ano passado para a substituição do tapete do lado do motorista, que poderia se mover e prender o acelerador, causando acidentes.

Segundo o comunicado da Toyota, há risco de a mangueira apresentar pequenas fissuras que podem ocasionar vazamento de gasolina. Até o momento não houve nenhum carro com o problema. Porém, a precaução é a melhor maneira para resolver o defeito, que pode gerar até incêndio no sistema de partida a frio do motor do Corolla.

O atendimento será realizado a partir desta terça-feira. A Toyota pede aos clientes para agendar o serviço previamente. Informações no telefone 0800 703-0206 (ligação grátis) e no site http://www.toyota.com.br.

Confira os números de chassis dos Corolla:

9BRBB42E09-9BRBB42EX9

De 5000542 a 5055571

9BRBB48E09-9BRBB48EX9

De 5000541a5055592

9BRBB42E09-9BRBB42EXA

De 5055598 a 5116530

9BRBB48E09-9BRBB48EXA

De 5055594~5116529

9BRBD48E0A-9BRBD48EXADe 2500002 a 2500007

9BRBB42E0A-9BRBB42EXBDe 5116534a 5151708

9BRBB48E0A-9BRBB48EXADe 5116531 a 5126284

9BRBD48E0B-9BRBD48EXBDe 2500008 a 2525074

Cruze chega no segundo semestre ao Brasil

Publicado: 24 de fevereiro de 2011 em Automotivo, Carros, Mercado

O ano de 2011 começou e o segmento dos sedãs já apresenta boas novidades no Brasil. Depois dos lançamentos do Renault Fluence e do Peugeot 408, as marcas japonesas Honda e Toyota se movimentam para mostrar seus modelos reestilizados. Mas, os sedãs médios Corolla e Civic terão novas companhias no País.

A Chevrolet está com seu plano de renovação de veículos e deve, em breve, lançar o sedã Cruze no Brasil. O novo sedã está no forno e será mesmo apresentado no segundo semestre por aqui. Substituto direto do Vectra, o novo médio da Chevrolet será equipado com motor 1.8 flex, de 148 cavalos. Traz acabamento refinado, seis airbags e opções de banco em couro e transmissão automática de seis velocidades. A versão de entrada do Cruze terá câmbio manual com cinco marchas.