Arquivo de agosto, 2011

Na contramão no Reino Unido

Publicado: 25 de agosto de 2011 em Sem categoria

A experiência de dirigir pela primeira vez um veículo no Reino Unido (com mão-inglesa) é inusitada. A adrenalina subiu às alturas com conversões invertidas, trânsito ao contrário e rotatórias com sentido horário. A cabeça deu um giro de 180 graus e ocorreu um verdadeiro “nó” em todas as normas e regras
de trânsito.

A sensação de contramão ficou na minha cabeça e nem dava para relaxar e achar que já havia incorporado as regras do “trânsito inglês”. Nos primeiros 15 minutos, olhei apenas para a estrada e os espelhos retrovisores ficaram em segundo plano.

Em seguida, percebi logo que teria que “reaprender” tudo para conseguir enfrentar os quase 200 km em dois dias de teste drive do Land Rover Evoque, entre Anglesey, no País de Gales, e
Liverpool, na Inglaterra (Reino Unido).

Ainda bem que o luxo e o conforto, especialmente da transmissão automática, estavam presentes no Evoque. Assim, acreditei que seria mais simples encarar a mão- -inglesa. Porém, sabia que em algum momento poderia cometer alguma “barbeiragem”. E não durou muito para meu colega (Olavo Morais) avisar que estava quase subindo o passeio. Em uma estrada sinuosa e com muitas áreas urbanas, procurei ter cuidado e, inicialmente, rodei abaixo dos 80 km/h.
Nas estradas do Reino Unido, os motoristas estacionam seus veículos no acostamento. Isso foi mais um complicador para fazer as ultrapassagens. Por três vezes, quase subi o passeio, raspando o pneu esquerdo e, imediatamente, puxando o Evoque mais para a direita, sem me descuidar do trânsito que vinha em minha direção pelo lado direito – na verdadeira mão-inglesa.
A pior parte ainda estava por vir. Depois de um passeio pelo centro de Liverpool, errei uma rua e entrei pela contramão na rotatória, deparando-me com um carro e um caminhão. Rapidamente, dei uma ré e voltei ao “eixo do trânsito” para chegar à fábrica de Halewood, nos arredores de Liverpool.

Anúncios

Duelos no Rally dos Sertões 2011

Publicado: 23 de agosto de 2011 em Automobilismo

O Rally dos Sertões é uma das provas mais difíceis do mundo. Estradas de chão batido, trechos de lama e obstáculos como rios e trilhas das mais complicadas são rotinas a serem vencidas. E o piloto cearense Tom Rosa, 46 anos, foi o grande ganhador na sua categoria com o quadriciclo Yamaha YFM 700R.

Tom iniciou sua vitória na quarta etapa, liderando a prova frente seus concorrentes. E a vantagem foi boa para o segundo colocado, que chegou 3h 27 min 50s depois na bandeirada da vitória do Rally dos Sertões 2011.

Desde que começou a pilotar quadriciclo, há 11 anos, Rosa já conquistou títulos em provas, como o Rally Cerapió, o Rota Maranhão, o RN 1500, e em 2010 em sua primeira participação no Sertões foi o vencedor na categoria com um modelo Yamaha YFZ 450R.

Vencedor categoria carros

Na categoria carros, a dupla da Equipe Mitsubishi Brasil Guiga Spinelli e Youssef Haddad ficou em primeiro lugar no Rally dos Sertões 2011. Foram 4.026 km, cinco estados e 11 cidades passando pelo deserto do Jalapão, rios, serras, pedras, cascalhos de Goiânia (GO) até Caucaia (CE).

O roteiro do Sertões

Foram 10 dias e 4026 kms de percurso, Desses 60% são de especiais, 2411 km de trechos cronometrados. O roteiro foi duro, com muitas dificuldades e este ano foi criada a categoria exclusiva quadriciclos.

Veja o resultado:

Motos
1º Cyril Despres
2º Felipe Zanol
3º Dário Júlio

Quadriciclos
1º Tom Rosa
2º Leonardo Franco
3º José Demontier

Carros
1º G. Spinelli/Y. Haddad
2º P. Nobre/F. Palmeiro
3º K. Kolberg/F. França

Caminhões
1º E. Piano/S. Mendes
2º R. Conde/J. Papacena
3º G. Salvini/F. Bisi

Trajetos das etapas

1° Dia – 10/08 Quarta Feita – Goiânia( GO) / Pirenópolis(GO)
2° Dia – 11/08 Quinta Feira – Pirenópolis(GO) / Porangatu(GO)
3° Dia – 12/08 Sexta Feira – Porangatu(GO) / Gurupi(GO)
4° Dia – 13/08 Sábado – Gurupi(GO) / Mateiros (Jalapão/TO)
5° Dia – 14/08 Domingo – Mateiros(TO) / São Felix do Jalapão(TO)
6° Dia – 15/08 Segunda Feira – São Felix do Jalapão(TO) / Balsas(MA)
7° Dia – 16/08 Terça Feira – Balsas(MA) / Teresina(PI)
8° Dia – 17/08 Quarta Feira – Teresina(PI) / Jericoacoara(CE)
9° Dia – 18/08 Quinta Feira – Jericoacoara(CE) / Jericoacoara(CE)
10° Dia – 19/08 Desta Feira – Jericoacoara(CE) / Cumbuco(CE)

GM volta ao topo no mundo

Publicado: 7 de agosto de 2011 em Automotivo

A crise americana derrubou as três grandes – General Motors, Chrysler e Ford – nos Estados Unidos. De todas, a Ford foi a única que não precisou de ajuda financeira do governo. Já a Chrysler e a GM conseguiram apoio da Fiat e do governo americano, respectivamente.

A General Motors pouco a pouco perdeu sua grandiosidade e o espaço de ser a maior montadora de veículos no mundo. De forma rápida, a japonesa Toyota desbancou a GM, que somente agora no primeiro semestre de 2011 conseguiu reassumir o seu posto no topo das vendas globais, graças ao tsunami que atingiu o Japão. A maior consequência do desastre natural foi a queda da produção e das vendas das fabricantes japonesas de veículos. Por conta disso, houve uma retração na participação de mercado das marcas japonesas, especialmente da Toyota.

Em notícia veiculada na imprensa dos Estados Unidos, a marca americana GM voltou ao topo, vendendo mais automóveis no mundo. Foram 4.536.000 unidades emplacadas pela GM desde o início do ano até 30 de junho. O segundo lugar ficou para a fabricante alemã Volkswagen, que chegou a 4.130.000 unidades comercializadas, seguida da Toyota com 3.710.000 unidades. O plano da Volkswagen é o de conseguir ser a marca que mais vende veículos no mundo até 2020.