Arquivo da categoria ‘Motos’

Salvador pode sediar evento Harley

Publicado: 14 de dezembro de 2014 em Automotivo, Motos

bahia

A Bahia Harley-Davidson tem a missão de comercializar motos cultuadas. Já o H.O.G. (Harley Owners Group), o exclusivo grupo de proprietários de motos H-D, ficou com a missão de divulgar a filosofia de união, companheirismo e senso familiar para quem tem motos como a Fat Boy, Heritage Softail Classic, Road King Classic, entre outras. Neste fim de semana, a Bahia H-D promoveu uma festa de confraternização para a troca da diretoria do H.O.G. Bahia, no Hotel Deville, na praia de Itapoan, na capital baiana.
Inaugurada em agosto de 2013, a revenda baiana ganhou um apoio de luxo da gestão do harleyro Ricardo Pondé, que ficou à frente do grupo em 2014 e passou o “bastão” para o novo presidente Frederico Machado. Dos ensinamentos e das ações implementadas ao longo dos últimos meses, o harleyro Frederico adiantou que irá intensificar os cursos para a formação de liderança de Chapter e de Road Captain em 2015. Além disso, o novo presidente do H.O.G. Bahia garantiu promover um calendário mensal de passeios regionais, nacionais e internacionais, com a ida ao encontro de proprietários de H-D em Maceió (julho) e a tão esperada viagem pela Rota-66 e visita à fábrica da Harley-Davidson nos Estados Unidos (setembro).

Bahia 2
Homenagens
Davidson Botelho, um dos sócios da Bahia H-D e integrante do Conselho Municipal de Trânsito de Salvador, aproveitou a oportunidade e fez uma justa homenagem aos líderes do H.O.G. Bahia e aos parceiros Major Ricardo Passos, comandante do Esquadrão Águia da Polícia Militar da Bahia, Major Rafael Dutra, coordenador dos cursos do NPOR do 6ª Região do Exército, e Coronel Aviador Adolfo Aleixo da Silva Júnior, Comandante da Base Aérea de Salvador.
Botelho pontuou também as ações sociais promovidas pelos proprietários de motos H-D, que conseguiram arrecadar 15 toneladas de alimentos para doar a instituições de caridade em bairros como Saramandaia. Além disso, elogiou também a gestão de Ricardo Pondé, que assumiu as despesas de um leito no Hospital Martagão Gesteira e criou o grupo de Ladies da Harley com 12 motociclistas em Salvador. “O harleiro Pondé elevou o nível dos nossos eventos e sempre primou pela segurança. Se antes o nosso lema era a segurança, hoje este tema ficou mais reforçado entre os donos de H-D na Bahia”, explica Botelho, dizendo que a missão do H.O.G. Bahia valorizou a filosofia de união e da liberdade consciente da cultuada e centenária marca americana Harley-Davidson.

Para o calendário 2015, Davidson Botelho anunciou que Salvador está no páreo junto com Brasília para sediar a edição do Hog Rally, que será realizado entre os dias 18 e 21 de abril. “A decisão deve ser anunciada em breve e, se a capital baiana sediar o Hog Rally 2015, teremos pelo menos 1.500 motociclistas. São pelo menos 3 mil pessoas em um grande evento da Harley na Bahia”, aguarda Botelho.

Anúncios

Salvador precisa de mototáxis?

Publicado: 14 de março de 2011 em Automotivo, Motos, Opinião, Serviços
Tags:

O Brasil é um dos mercados mais promissores no setor duas rodas. Longe dos números de países como a Índia, estamos passando por um momento especial em vendas de motocicletas, especialmente as de baixa cilindrada para uso no trabalho.

Nos dias do Carnaval em Salvador, o folião que quis se deslocar entre os circuitos (Barra/Ondina e Campo Grande) teve a opção de usar o serviço de mototáxi. Porém, os mototaxistas estão na ilegalidade, já que ainda não houve uma regulamentação para a oferta do serviço na capital baiana. Nos bairros da periferia, muita gente já utiliza o mototáxi em trajetos curtos. Além de mais rápido, custa bem menos em relação ao valores cobrados pelos taxistas em Salvador.

Quem estava se divertindo no Carnavel e teve a experiência de procurar um táxi para voltar para casa enfrentou sérios problemas, como o de profissionais que majoraram seus preços e recusas constantes para trajetos curtos. Ir para casa – em um trajeto de Ondina para a Amaralina saia por R$ 50 – só pagando valores fechados, sem o uso do taxímetro e em corridas com preço fixo. Um absurdo que os fiscais de trânsito fizeram “vistas grossas” no período da folia. O mesmo trajeto feito de mototáxi custava R$ 13.

Hoje, ainda falta muito para a regulamentação do serviço de mototáxi em Salvador. Em cidades como Feira de Santana, os mototaxistas rodam dentro da lei. A legislação brasileira obriga ao condutor a ter idade mínima de 21 anos para o exercício dessa profissão. Além disso, é necessária a exigência de habilitação por, no mínimo, dois anos na categoria de motos. Atualmente, no Brasil, há cerca de 2,5 milhões de motoboys e mototaxistas, que trabalham na completa informalidade.

Entre os itens de segurança, são exigidos coletes com dispositivos refletivos (adesivos que aumentam a visibilidade ao refletir a luz), protetor de motor mata-cachorro, fixado no chassi do veículo, destinado a proteger a moto e a perna do motociclista, em caso de tombamento, além de equipamentos de segurança (capacete) para o motociclista e o carona.

A moto, por sua vez, deve estar devidamente identificada e o profissional deve pertencer a uma cooperativa, por exemplo. Outra exigência é que a motocicleta esteja no nome do motociclista, acabando de vez com a possibilidade de uma frota de mototáxi nas mãos de empresários.

Em cidades grandes como Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo, o serviço de mototáxi deveria se limitar em bairros da periferia, a fim de auxiliar o transporte de passageiros. Em vias mais movimentadas e nos bairros mais centrais, as motos iriam complicar ainda mais o trânsito já caótico. É inaceitável também o governo municipal não querer organizar um movimento que já é uma realidade: o serviço já é ofertado para a população em Salvador.

Por isso, é prudente que haja a discussão sobre a regulamentação dos mototaxistas na capital baiana, definindo assim as normas de circulação e, principalmente, reorganizando o trânsito dos mototáxis em vias, áreas e bairros devidamente definidos. Assim, eles saem da ilegalidade e a população saberá quem são os verdadeiros profissionais que podem atuar no transporte de passageiros em motos na capital baiana.

Leia mais sobre o mundo dos carros e motos no site www.autosemotos.com

Veja os detalhes da Kawasaki ZX-6R

Publicado: 6 de março de 2011 em Automotivo, Importados, Motos

Ao longo deste mês de março, estarei de férias e, por conta disso, dou uma parada nas notícias mais aprofundadas do setor automotivo. Mas, irei postar no blog AUTOBRASIL alguns vídeos sobre carros e motos. Aproveite e conheça, agora, os detalhes da Kawasaki ZX-6R.